O pote no fim do arco-iris.

30 11 2009

Irlandeses oferecem à FIFA alternativa para limpar a lambança.

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, confirmou nesta segunda-feira que a Irlanda pediu para entrar na Copa do Mundo de 2010 como convidada, subindo de 32 para 33 o número de participantes. A Associação de Futebol Irlandesa alega ter sido prejudicada pelo erro no lance em que Henry trapaceu e passou a mão nos arses de milhões de irlandeses.

O pedido será analisado pelo comitê executivo da entidade máxima do futebol mundial. 

– Recebemos uma delegação da Irlanda, e eles naturalmente estavam infelizes com o que aconteceu. Eles sabem que o jogo não pode ser adiado, porque a decisão final é sempre do árbitro. Eles não pediram punição para ninguém, mas perguntaram sobre a possibilidade de a Copa do Mundo ter 33 seleções. Levarei o desejo ao comitê executivo da Fifa, e vamos analisar. Mas se confirmarmos a inclusão da Irlanda, teremos de fazer a mesma coisa com a Costa Rica – explicou Blatter, se referindo às reclamações do time da Concacaf, que foi prejudicado na repescagem contra o Uruguai, ao sofrer um gol em lance de impedimento. 

Se por um lado o Blog dos Irmãos Bacalhau fica muito feliz com a possibilidade da valente seleção Irlandesa disputar a merecida competição, por outro a articulação  gera preocupação com a credibilidade do esporte e reforça o autoritarismo da FIFA.

O Futebol Mundial não possui um estatuto do torcedor que os proteja contra tamanhos descalabrios, como alterar a tabela do Copa na maior cara de pau, como se fosse o Brasileirão dos tempos de arena, só para desfazer algum mal estar político e garantir votos futuros e a consequente  perpetuação no poder.

E o mais preocupante é que toda essa polêmica é mais uma vez motivada pela intransigência desta instituição soberana, mais teimosa do que o Vaticano, em se modernizar e atualizar suas regras permitindo a utilização de recursos eletrônicos.

A tecnologia já está disponível há muito na sala do telespectador Europeu, que ao comando do controle remoto escolhe câmeras exclusivas para por exemplo, seguir um único jogador durante a partida. 

É covardia expor os árbitros desta maneira e penso que a classe já devia ter se unido pelo pleito há muito tempo. 

Enquanto isso não ocorrer, a suiça FIFA estará perpetuando o nosso famoso jeitinho tupiniquim.

Glub.

Anúncios

Acções

Information

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: